segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Doce de curgete com açúcar mascavado de cana e baunilha




Há umas semanas atrás as curgetes abundavam na minha cozinha, vindas de duas ou três hortas de onde tenho o privilégio de ir  podendo provar algumas colheitas.

Claro que não podemos estragar ou desperdiçar estas dádivas da natureza! Logo há a necessidade de ir dando uso à imaginação ;)

Uma compota, provavelmente, não é a combinação mais esperada para este ingrediente, mas resultou deliciosamente.

Uma feliz e doce experiência!





Receita para o robot Cuisine Companion da Moulinex

 




Ingredientes:

  • 950g de curgete (descascada e sem sementes)
  • 450 g de açúcar mascavado de cana
  • 1 vagem de baunilha
  • 1 casca de limão

Preparação:


Descascar a curgete e ralar, usando o acessório Cortador/Ralador, disco de ralar fino.

Descascar o limão, tendo o cuidado de retirar apenas a parte amarela (remover toda a parte branca).

Na taça, colocar o açúcar, o limão e triturar 1 minuto, velocidade 12.

Deitar a curgete ralada na taça e programar 30 min, temperatura 100ºC, velocidade 2.

No final do tempo, usar a espátula para baixar tudo para o centro da taça. Programar 20 minutos, temperatura 90ºC, velocidade 2.

Colocar em frascos, de preferência esterilizados, voltados com a tampa para baixo e deixar arrefecer.

domingo, 18 de setembro de 2016

Tarte de amêndoa (simples)


O último domingo de verão merece um doce, ou não?


E que combinação resulta melhor que esta: ovos, açúcar, amêndoa... e pouco mais ;)

Maravilhas da doçaria portuguesa! Ou não fossem estes doces, para mim, uma grande perdição!

E por falar nisso, aproveito para partilhar convosco um projecto fantástico que descobri recentemente e adorei.

Falo-vos desta página, onde poderemos aprender tanto. Felicidade! É o que sinto sempre que encontro a nossa gastronomia tão bem tratada :)



Ingredientes:


5 ovos
250 gr de açúcar
250 gr de amêndoa moída (farinha de amêndoa)
1/2 colher(café) de canela
raspa de meio limão
açúcar em pó q.b. (cobertura)


Preparação:

Numa taça deitar os ovos, o açúcar e mexer (sem bater) com a vara de arames.
Juntar a amêndoa, aos poucos, a raspa de limão, a canela e mexer bem até ficar um preparado homogéneo.
Verter a massa numa tarteira (forma de tarte), untada com manteiga.
Levar a forno pré-aquecido a 180º durante 30 minutos.



Rectangular, redonda, grande ou várias pequenas. Escolham a forma, mas não deixem de experimentar esta delícia! E se tiverem oportunidade contem como correu ;)

Louças e acessórios @MuyMuchoPorto
Louças e acessórios @MuyMuchoPorto
Louças e acessórios @MuyMuchoPorto
Louças e acessórios @MuyMuchoPorto

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Coelho guisado simples à maneira da Porcalhota


Coelho guisado simples à maneira da Porcalhota

Estremadura


A vila da Porcalhota, hoje integrada na Amadora, era, no século XIX, em que não existia comboio, paragem quase obrigatória nas então longas jornadas para quem ia de Lisboa a Sintra. Outros deslocavam-se expressamente até lá com o propósito de saborear o coelho manso guisado à maneira da Porcalhota, que gozava de grande fama, sobretudo o cozinhado na locanda do Pedro da Porcalhota. Em Os Maias, na célebre ida a Sintra, Eça de Queirós menciona este célebre prato nos seguintes termos: "O maestro desembaraçou-se do seu grande cache-nez. Depois, encalmado, despiu o paletó e declarou-se morto de fome. Felizmente estavam chegando à Porcalhota. O seu vivo desejo seria comer o famoso coelho guisado [...]." Eram três as preparações do coelho à maneira da Porcalhota: coelho guisado simples, coelho guisado com batatas e coelho guisado com arroz.

Tempo de preparação: 35 minutos
Tempo de cozedura: 1 h. 20 min.

(4-6 pessoas)


Ingredientes:

  • 1 coelho com +- 1,250 kg, depois de limpo
  • 1,5 dl de vinho branco
  • 2 dl de caldo de carne
  • 4 tomates
  • 1 colher de sobremesa de salsa picada
  • 30 g de banha
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • 1 cebola grande
  • 1 dente de alho
  • sal e pimenta q.b.


Prepare o coelho, guardando todo o sangue, e corte-o, de preferência desconjutando os ossos, tanto quanto possível pelas articulações. leve ao lume numa caçarola grande, na qual os pedaços de coelho não se sobreponham, a banha e o azeite; em fervendo, introduza os bocados do coelho, corando-os de todos os lados a fogo vivo, cerca de 10 a 15 minutos. 
Reduza em seguida para lume brando e acrescente 1 dl de vinho, o caldo, os tomates aos pedaços, sem pele nem sementes, a cebola picada miúdo, o alho esmagado, a salsa, sal e pimenta e o sangue do coelho que guardou numa tigela com 0,5 dl de vinho branco. 
Tape bem a caçarola e deixe cozinhar cerca de 1 hora a lume brando. Rectifique os temperos e sirva bem quente.


do Livro: Tesouros da Cozinha Tradicional Portuguesa

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Sugestões para dias quentes

Vamos petiscar?


O Verão é tão bom! Concordam?

Os dias convidam a uma esplanada ou praia, anoitece tarde e as noites proporcionam belas petiscadas entre gente que se gosta.

A pensar nisso, deixo-vos algumas sugestões leves e fáceis de preparar.

Divirtam-se!!! ;)

(receitas - clicar na imagem)

                                    

sexta-feira, 8 de julho de 2016

Chamuças de vegetais





"Entre os super vegetais, destaque para o milho"


Li esta frase e fiquei a pensar... uma vez que se tem falado tanto de transgénicos e no facto de este alimento ser um dos mais manipulados, de sempre.

Que milho andamos a consumir? Será cultivado de forma orgânica? Ou será que não... e os seus nutrientes ficam comprometidos.

Bem sei que teríamos aqui tema para muita discussão e diversos pontos de vista. A informação com que somos "bombardeados" é muita e, enquanto consumidores, temos que tomar decisões na hora de comprar, de cozinhar e sobretudo, na hora de comer.

De qualquer modo, ainda que optemos por não o ingerir na sua forma integral, devemos ter consciência de que os seus derivados são usados em quase toda a produção... de tudo.

Até no fabrico de pneus!



Controvérsias à parte, estas chamuças ficam muito deliciosas e são bem simples de preparar. Experimentem e contem! ;)






Ingredientes:


Para 12 chamuças
    • 6 folhas de massa filo
    • 1 cebola picada
    • 200g de milho cozido
    • 1/2 pimento vermelho (em cubos pequenos)
    • 1 colher (actifry) de azeite
    • 1 queijo fresco (pode ser de vaca, cabra, mistura, magro, etc.)
    • q.b. de azeite (para pincelar as folhas)

      Preparação:

      Colocar a colher de azeite, a cebola e o pimento na Actifry Express. Deixar cozinhar 3 minutos, acrescentar o milho (bem escorrido) e refogar durante 3 minutos.

      Deixar arrefecer e juntar, neste preparado, o queijo bem desfeito.

      Colocar o recheio numa taça e o azeite noutra (ter à mão um pincel de cozinha e uma colher de sobremesa).

      [quando usámos massa filo devemos ter tudo preparado, para que esta não seque por esperar muito tempo ao ar]

      Cortar as folhas de massa filo em 4 rectângulos (a meio e novamente a meio). Estender uma parte (1/4 da folha de origem), pincelar com azeite e sobrepor a outra parte igual [usámos meia folha para cada rolo].

      Virar a ponta da massa para dentro (criando um triângulo na ponta) e novamente, sobre si, obtendo uma pequena bolsa. Colocar o recheio dentro dessa bolsa e dobrar a massa sobre si, de forma a ficar como almofadinhas triangulares (ver imagem).





      Pincelar, levemente, a superfície das chamuças com azeite e colocar no acessório para snacks da Actifry Express. Cozinhar durante 6 minutos.



      NOTA: para manter a massa filo sem secar, colocar por cima da mesma um pano humedecido (muito bem torcido)

      segunda-feira, 4 de julho de 2016

      A Festa Continente no Parque da Cidade do Porto





      O Parque da Cidade do Porto foi o primeiro local a receber a Festa Continente, este ano. O campo foi até ao meio urbano, juntando animais, agricultura, showcooking, workshops e música.


      segunda-feira, 27 de junho de 2016

      Bolo de maçã (muito fácil)



      Há quanto tempo não faz um piquenique?


      Eu, há demasiado...

      Esta temperatura, tão boa, dá vontade de nos estendermos numa toalha e de ir petiscando uma coisinha ou outra.

      Tenho dado por mim a pensar nestes momentos de lazer e nas receitas a preparar para estas ocasiões. Claro... tinha que começar pelo bolo! :D

      Vá, divirtam-se e Bom Verão!


       

      Ingredientes:

      • 4 maçãs pequenas
      • 4 ovos
      • 1/2 chávena (chá) de óleo
      • 1 chávena (chá) de açúcar
      • 1 chávena (chá) de açúcar mascavado*
      • 3 chávenas (chá) de farinha (com fermento)
      • 1 colher (sopa) de canela em pó
      *pode usar as duas chávenas de açúcar normal ou mascavado

      Preparação:

      Peneirar a farinha, juntamente com a canela e reservar.

      No liquidificador, juntar os ovos, o óleo, as maçãs (descascadas, descaroçadas e cortadas em pedaços) e o açúcar. Bater bem.

      Verter a mistura líquida numa taça. Incorporar aos poucos a mistura de farinha com canela (usar a vara de arames).

      Despejar a massa numa forma untada e enfarinhada. Levar ao forno, pré-aquecido a 180ºC, durante cerca de 50 minutos.

      Deixar amornar/arrefecer, desenformar e polvilhar com açúcar em pó e canela (opcional).



      Liquidificador utilizado: Faciclic Maxi Vidro, com Tripl' Ax Technology


       

      Obs.: Na falta de um liquidificador, usar outro robot de cozinha que triture bem a maçã. 

      quarta-feira, 22 de junho de 2016

      Lulinhas salteadas





      Um domingo quente pede pratos simples e leves. Concordam?

      E de preferência, saudáveis!

      Este, além de delicioso, é super fácil e rápido de preparar. Depois de uma refeição tão agradável a vontade que dá é de ir passear à beira mar e comer um geladinho :)


       

       

      Ingredientes:


      • 1 kg de lula pequena
      • 2 colheres (actifry) de azeite extravirgem
      • 2 dentes de alho
      • 1 malagueta fresca (pequena)
      • flor de sal q.b.
      • 1 ramo pequeno de salsa

      Preparação:


      Na Actifry Express, coloque o azeite, junte os alhos amassados (com casca) e aqueça 2 minutos.
      Junte as lulas (cortadas grosseiramente) e cozinhe durante 5 minutos. Tempere com a flor de sal e a malagueta cortada (se gostar menos picante, retire as sementes) e ligue a máquina mais 2 minutos.
      Sirva as lulas regadas com o molho de azeite e alho, salpicadas com a salsa picada.

      Sugestões de acompanhamento: batata cozida; arroz thai/basmati; salada