segunda-feira, 4 de maio de 2015

Tarte de grão-de-bico



Comentário de alguém que provou: "Este é o melhor uso que se pode dar ao grão-de-bico" :D


De facto, este é um ingrediente que se associa, quase de imediato, a receitas salgadas. Mas como várias vezes tenho dito, nem tudo tem que ser convencional. Sobretudo na cozinha!

Esta é uma das primeiras receitas publicadas no nosso blog (ver aqui) e que eu gosto de fazer de tempos a tempos. Continua a surpreender quem nunca provou, pois não está à espera de uma textura e paladar tão agradável.

Agora resolvi experimentar prepará-la na Cuisine Companion e tenho a dizer-vos que está aprovadíssima!



  

Receita preparada para o robot Cuisine Companion da Moulinex

Ingredientes:


Massa quebrada
  • 240g de farinha
  • 120g de manteiga
  • uma pitada de sal
  • 7cl de água 
Recheio
  • 150g de grão-de-bico cozido
  • 250g de açúcar
  • 25g de farinha
  • 20g de margarina líquida
  • 2 ovos (se possível caseiros - a cor e paladar fazem diferença)
  • 2 gemas de ovo
  • Raspa de limão q.b.
  • Açúcar baunilhado, em pó, para polvilhar





Preparação:


Massa

Coloque a farinha, a manteiga amolecida e uma pitada de sal na taça de preparação com a lâmina para amassar/triturar. Misture na velocidade 6. Após 30 seg., junte a água e deixe a máquina em funcionamento até a mistura formar uma bola (cerca de 2 min. e 30seg.). Cubra com película aderente e deixe repousar no frigorífico durante 30 min

Aqueça previamente o forno a 180ºC (T. 6). Estenda a massa e coloque-a numa forma para tarte untada com manteiga. Reserve


(Receita da massa - livro  1 millón de menús 1 milhão de menus - Cuisine Companion)

Recheio

Coloque o grão-de-bico na taça com a lâmina trituradora e programe 30 seg. vel. 8. Junte o açúcar e triture novamente 30 seg. vel. 8.

Abra a taça e com a espátula rape as laterais, juntando tudo no fundo da mesma. Adicione a margarina e programe 20 seg. vel. 6. Se o puré não ficar bem liso, triture mais 10 segundos.

Misture a farinha peneirada, os ovos, as gemas e a raspa de limão. Programe 1 minuto na velocidade 7.

Deite o recheio por cima da massa e polvilhe com bastante açúcar em pó (é o que cria a superfície estaladiça).
Leve ao forno, cerca de 30 minutos.

Desenforme, deixe arrefecer e antes de servir cubra com mais açúcar em pó, peneirado.




domingo, 3 de maio de 2015

Risotto de camarão selvagem e cogumelos shiitake





Passatempo Momentos Derretidos


Tornar pequenos momentos, plenos de prazer e satisfação, é agora tão simples com Limiano Ralado.

Por ser um queijo de textura amanteigada, é mais fácil de fundir, logo é ideal para utilizar na confecção de pratos no forno, gratinados, em refeições práticas do dia-a-dia ou naquelas receitas especiais,  concedendo-lhes um paladar ainda mais delicioso e irresistível.


O queijo Limiano e o nosso blog têm para oferecer um cabaz composto por:
  • 5 embalagens Limiano Ralado
  • 1 bola Limiano pequena
  • 1 metade da bola Limiano
  • 1 ¼ de bola Limiano
  • 1 Segredo do Pastor
  • 1 fatias Limiano Amanteigado Vaca e Ovelha
Para se habilitarem a receber este cabaz de queijos portugueses, devem:

- seguir a página de Facebook Limiano
- seguir a página de Facebook Alquima dos Tachos
- Enviar um email para alquimiadostachos@gmail.com, sugerindo uma receita com queijo Limiano ralado.
Participação válida, para Portugal Continental, até dia 15 de Maio.
O vencedor será anunciado dia 17 de Maio e contactado por email, solicitando a morada onde deseja receber o seu cabaz.





Risotto de camarão selvagem e cogumelos shiitake


Ingredientes:


  • 400g de camarão selvagem (usei Moçambique 22/34)
  • 200g de cogumelos shiitake
  • 250 gr de arroz para risotto
  • 1 cebola
  • 50 ml azeite
  • 800 ml de Caldo*
  • 80 g (1 saqueta) de queijo ralado (usei Limiano)

*Caldo
  •  cabeças de camarão (as dos camarões usados para o arroz)
  • 1 cenoura 
  • 1 alho francês
  • 1 l de água
  • sal q.b.

Preparação

para o robot de cozinha Cuisine Companion

Descasque os camarões, reserve o miolo e aproveite as cabeças e cascas.

Caldo
Na taça do robot, sem nenhum acessório, junte cabeças e cascas do camarão, a cenoura e o alho francês partidos às rodelas, a água e tempere de sal. Programe P1 cozedura lenta durante 15 minutos a 130°. Esmague as cabeças (estas vão largar os sucos no caldo), coe e reserve o líquido para usar no risotto.

Risotto
Descasque a cebola, corte-a em pedaços e pique com a lamina picadora, velocidade 11, 10 segundos.
Retire a lâmina e insira o acessório misturador.
Adicione o azeite e inicie o programa P1 cozedura lenta durante 3 minutos a 130°. Adicione o arroz e programe P1 cozedura lenta durante 4 minutos a 130°.
Junte os cogumelos e use o programa P3 cozedura lenta a 95 °, 3 minutos. Após este tempo, verta o caldo e inicie o programa P3 cozedura lenta a 95 °, 12 minutos .
Abra a tampa, junte o miolo de camarão e programe P3 cozedura lenta a 95 °, 5 minutos.
Por último, junte o queijo ralado e programe P3 cozedura lenta a 95 °, 2 minutos.




quarta-feira, 29 de abril de 2015

INSPIRED: Top 100 Food Bloggers

 



As publicações que faço não têm outra finalidade senão a de partilhar convosco receitas e experiências gastronómicas. E esta não é excepção!

Sinto este blog como sendo de todos os que o visitam, pois é graças aos vossos comentários e feedback que me sinto inspirada e motivada para continuar. Assim sendo, acredito que esta é uma notícia que nos deixa a todos muito felizes :)

No final do ano passado fui contactada pela Angela Gilltrap (directora global de conteúdos) no sentido de me dar a conhecer a intenção de incluir o nosso blog numa publicação digital: INSPIRED: Top 100 Food Bloggers.

Obviamente fiquei entusiasmada com a ideia, aceitei responder à mini entrevista e autorizei a publicação da mesma.

Claro que me sinto muito lisonjeada e agradecida, uma vez que a blogosfera é imensa e há tantos, mas tantos blogs que deviam constar nesta lista.

Deixo-vos uma frase (desta revista) que muito me agrada e traduz bem o que sinto relativamente à comunidade gastronómica.

"We believe in community over competition. We do not rank creativity, we celebrate it."



Páginas 88/89



De nós disseram isto:

"Alquimia Dos Tachos is a Portuguese food blog that delivers enticing recipes for the discerning diner. From Two Ingredient Flourless Nutella Cake to Cod Gratin, bring a slice of Oporto to your table without having to leave the confort of your own home."


 Nas fotos:

Polvo à Minhota 

Mil Folhas de Alheira com migas de Favas e Ovo 

Sangria Rosé com frutos vermelhos e citrinos

 




domingo, 19 de abril de 2015

Pão-de-ló de Viseu (Beira Alta)


Pão-de-ló de Viseu (Beira Alta)


"O pão-de-ló é um bolo caseiro muito apreciado. O segredo para que este pão-de-ló, originário de Viseu, cresça e fique muito fofo está no bater muito bem as gemas com o açúcar até se obter uma massa esbranquiçada e com bolhas."

 in, Tesouros da Cozinha Tradicional Portuguesa


Creio que, mais que nunca, faz sentido acrescentar que a qualidade dos ovos é de extrema importância para a obtenção de um bom resultado final .


Tenho a felicidade de ter amigas e amigos que me vão presenteando com produtos de rara qualidade, que muito me satisfazem e permitem experimentar os verdadeiros sabores dos alimentos.

Desta vez, o presente é "de oro", como diz a caixa onde vinham estes preciosos ovos.

Deixo aqui um grande beijinho à Deolinda, não só pelos ovos, mas também porque é uma pessoa que muito prezo. Por favor não deixes de criar galinhas e trata bem da tua horta  ;)

Vou-me repetir... mas eu também quero uma horta!!!




Ingredientes:

  • 8 gemas + 6 claras
  • 200g de açúcar...
  • 100g de farinha
  • manteiga e farinha q.b.

Preparação:

Bata muito bem as gemas com o açúcar até obter uma massa grossa. Junte as claras em castelo e por fim a farinha. Envolva e leve a forno moderado (180ºC - usei eu) em forma redonda com chaminé untada com manteiga e polvilhada com farinha.
 
 
 
 
 
 

terça-feira, 14 de abril de 2015

Peito de frango recheado e esparguete de caril


Dê a volta ao mundo sentado à mesa


Participe no passatempo que a Milaneza está a promover e habilite-se a uma viagem para 2 pessoas aos Açores.

Saiba como aqui http://bit.ly/RotaDaImaginacao_Milaneza




Para vos inspirar deixo-vos esta sugestão, que espero vos agrade tanto como me agradou a mim preparar ;)





Ingredientes:


Peito recheado
  • 2 peitos de frango
  • 1 pão (seco - de 2 ou 3 dias)
  • 2 dentes de alho
  • 1 colher (chá) de tomilho fresco
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • 2 fatias finas de barriga de porco fumada
  • 4 fatias finas de presunto
  • sal e pimenta q.b.
Massa
  • 200g de esparguete com caril
  • água q.b.
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • 1 colher (sopa) de pinhões
  • 1 colher (sopa) de manjericão fresco laminado
Frigideira
  • azeite q.b. (a untar o fundo da frigideira)
  • 2 dentes de alho (com casca - ligeiramente esmagados)
  • 2 hastes de tomilho fresco

Preparação:

Num robot de cozinha, ou picadora, picar grosseiramente o pão. Adicionar os alhos, o tomilho e picar mais um pouco, até obter um pão ralado grosso. Regar com o azeite e envolver tudo. Reservar.

Abrir o peito de frango, ou pedir no talho que o preparem para rechear. (Abri a meio, sem o separar e depois abri, cada uma das metades, novamente a meio). Bater (com o martelo de cozinha) a carne, para que esta fique bem fina. Temperar com sal e pimenta de ambos os lados.

Com o bife de frango aberto, ocupar metade com o recheio de pão e uma fatia da barriga de porco fumada. Dobrar a meio, cobrindo a parte recheada com a outra metade livre. Colocar as fatias de presunto a fechar a lateral aberta. Reservar.

Levar ao lume uma panela com bastante água, temperada de sal, deixar ferver e cozer a massa entre 7 a 9 minutos (de acordo com a preferência - Al dente ou Suave).

Entretanto, levar ao lume uma frigideira com o azeite, alho e tomilho. Assim que esteja quente, inserir nela os peitos de frango recheados. Deixar cozinhar (em lume médio) 2/3 minutos, virar e deixar cozinhar do outro lado. (atenção: não cozinhar demasiado a carne, para que esta fique suculenta e não se torne seca)

Escorrer o esparguete, deitar novamente na panela e regar com o azeite. Juntar os pinhões, o manjericão e envolver.

Empratar a gosto.






sexta-feira, 3 de abril de 2015

Bolo de Cenoura e Creme de Queijo


“Sempre a primavera, nunca as mesmas flores” 


Se há estação do ano que eu gosto, é esta. A Primavera!
É tempo de recomeçar, florescer e desabrochar. Promessa de dias mais longos e céu azul.

Promessa, também, (minha) de novas e deliciosas receitas para celebrar a vida e a nossa riquíssima gastronomia.

E por falar em celebrar: Como se aproxima a Páscoa, deixo-vos esta deliciosa e alegre sugestão.




Receita criada para o robot Cuisine Companion da Moulinex



Ingredientes:

Bolo
  • 250 g de açúcar
  • 1 laranja – casca 
  • 400 g de cenoura
  • 4 ovos
  • 200 g de óleo de girassol
  • 250 g de farinha para bolos
  • 1 colher (chá) de bicarbonato
  • 2 colheres (chá) de fermento 
  • 2 colheres (chá) de canela
  • 1 colher (chá) de noz moscada
  • 1 pitada de sal
Creme de queijo
  • 200g de queijo para barrar (tipo philadelphia)
  • 60g de açúcar em pó
  • 1 colher (chá) de extracto de baunilha
  • 150ml de natas





Preparação:


Ligue o forno a 180ºC, unte uma forma com manteiga e forre-a de papel vegetal. 

Deite o açúcar, juntamente com a casca de laranja (sem a parte branca) na taça do robot com a lâmina picadora e programe durante 30 segundos na velocidade 12. Retire da taça e reserve.

Descasque as cenouras, corte às rodelas e coloque-as na taça do robot, munida com a lâmina para amassar/triturar. Programe 20 segundos na velocidade 12. Retire da taça e reserve.

Na taça do robot junte o açúcar pulverizado com a casca de laranja, os ovos e o óleo. Programe 1 minuto na velocidade 5.

Adicione a cenoura reservada e programe 30 segundos a velocidade 4.

Misture a farinha, o bicarbonato, o fermento, a canela, noz-moscada, a pitada de sal e peneire para dentro da taça do robot. Programe 10 segundos na velocidade 6.

Despeje a massa na forma e leve ao forno por cerca de 40 minutos (ou até que ao espetar com um palito, este saia limpo). Deixe arrefecer dentro da forma.

Entretanto prepare o creme de queijo.

No recipiente da batedeira bata o queijo, até que este fique cremoso. Adicione a baunilha e o açúcar em pó e bata até ficar homogéneo. 

Junte, gradualmente, as natas (que devem ser boas para bater) e bata até que se formem picos e a consistência seja a desejada.

(Adicionar mais açúcar, ou natas se a consistência não estiver do seu agrado).

Corte o bolo ao meio (no sentido longitudinal) e barre a parte inferior com uma camada de creme. Cubra com a outra metade e barre totalmente com o creme de queijo.

Decore o bolo a gosto (amêndoas sortidas, crocante de amêndoa, etc.).



Não posso deixar de agradecer à Helena, pelas lindas cenourinhas (as reais - ao fundo na foto) que me serviram de inspiração. E me deixaram super-feliz!

P.S. - Quero uma horta!!!

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Azeite Milenar - Prazeres de hoje



Numa publicação anterior (Espargos bravos com ovos) fiz referência à minha recente visita ao maravilhoso Alentejo. Nesse mesmo post pedi-vos que espreitassem o Hotel rural Horta da Moura.
E sabem porque recomendei que o fizessem? Porque é um lugar extraordinariamente belo (como poderão ver pelas fotos), onde cada recanto comunga com a natureza e nos faz sonhar e relaxar.




Embora não precisasse de nenhum motivo especial para esta visita, pois trata-se de um lugar onde eu iria em qualquer ocasião, sem pestanejar, o convite surgiu com um propósito que muito me agradou. O lançamento de um azeite excepcional, produzido a partir das azeitonas provenientes de oliveiras milenares.

A Horta da Moura e a Carmim uniram-se para produzir este azeite, casando a qualidade das azeitonas da primeira, com a experiência e saber fazer, que a segunda possui.

O azeite, denominado 2450 Anos, tem um aroma suave e fresco a amêndoa, característico na variedade de azeitona «galega».
1900 kg de azeitonas deram origem a cerca de 200 litros de azeite. Uma produção limitada, que não chegará, pelo menos por enquanto, ao mercado. Felizes dos contemplados com esta relíquia (sinto-me uma felizarda por pertencer a este grupo), que a devem guardar com muito carinho. Claro que não será fácil, pois a qualidade do azeite tenta qualquer um a abrir a pequena e linda garrafa.

Oliveira milenar com 2450 anos

À chegada fomos (muito bem) recebidos com um delicioso pic-nic e uma visita guiada pelo circuito/trilho das oliveiras. Fiquei saciada, tanto pelas iguarias que nos foram servidas, como pelas sábias explicações acerca das oliveiras. Não sabia nada sobre este assunto e fiquei encantada com tudo o que ouvi! 

Posso-vos dizer que enquanto contemplava as oliveiras, sobretudo a mais antiga, me passaram pela cabeça milhares de pensamentos, imagens, perguntas... Tanto tempo, tantos povos, tanta vida já passou e aquelas árvores continuam agarradas àquele chão. O que elas já presenciaram! São imponentes e merecedoras de muito respeito. Um respeito que felizmente lhes está assegurado por toda a equipa da Horta da Moura.


Foi um belíssimo e agradável convívio, onde tive a oportunidade de rever a Maria José (7gramas de Ternura), de conhecer as caras por trás do blog apontamentos gastronomicos e ainda 4 simpáticos e talentosos bloggers espanhóis: ciudad-dormidanarrogeographicbadajozfotografico e SENDERUELOS-Turismo.

Foto: Lourdes Torres Hidalgo - SENDERUELOS Turismo

Ainda consolada pelo repasto e de alma cheia pela beleza do local, já tinha à espera o jantar de lançamento do azeite Milenar. Este não podia começar de melhor forma do que com o cante alentejano trazido pelas vozes do grupo coral de Monsaraz. Confesso que quando li o convite, o cante alentejano e a presença musical de Pedro Mestre me levaram a aceitar imediatamente esta ida ao Alentejo. Tinha uma enorme curiosidade de os ouvir, ao vivo. E garanto-vos que foi ainda mais mágico do que eu tinha imaginado...

Do jantar eu não podia trazer melhores recordações, pois estava tudo muito bem preparado! Tudo! E que tal o azeite (devem perguntar vocês)? O azeite é sublime! E espero sinceramente que vocês tenham a oportunidade de o experimentar.



Tudo o que nos proporcionaram no sábado já havia sido maravilhoso e eu estava completamente rendida e a querer ficar lá uma temporada. Mas ainda havia (e há) tanto para ver!
O domingo começou com um pequeno almoço - indescritível de tão bom - e não se ficou por aí. Uma visita guiada, ao redor da propriedade, mostrou-nos tanta beleza e tanta paz como eu já não me lembrava de ver e sentir.

Foi tão maravilhoso e soube a tãoooo pouco! Quero muito lá voltar e poder ver cada cantinho detalhadamente.
Muito obrigada à administração do Hotel rural Horta da Moura pelo convite e ao seu staff por serem tão delicados e bons profissionais. 

Não fico surpreendida por este empreendimento ter recebido uma menção honrosa na categoria de "Melhor Empreendimento Turístico do ano”, o prémio máximo anualmente atribuído pelo Turismo do Alentejo e Ribatejo. É bem merecido!




E porque foi "O" azeite que me levou lá, não podia deixar de vos aconselhar uma iguaria com este ingrediente.

Que, já agora lhe faça justiça, é para mim o principal ingrediente na cozinha. Azeite com tudo e tudo com azeite!

Se há aroma que me faz salivar, automaticamente, é o do azeite e alho. Não resisto!!!
Apetece-me dizer: Tragam pão e vinho, que eu não preciso de mais para ser feliz!

Já devem ter percebido a minha paixão pela doçaria, portanto quando olho para um ingrediente vêm-me sempre à ideia doces...

Por isso vos deixo como sugestão este delicioso bolo:

Bolo de Azeite e Limão / Lemon Olive Oil Cake




Ingredientes:

  • 4 ovos
  • 1 chávena (200g) de açúcar
  • 1/2 chávena (125ml) de Azeite virgem extra 
  • 1 chávena (120g) de farinha
  • 1/2 colher (chá) de fermento em pó
  • 1/4 colher (chá) de sal
  • Raspa de 1 limão
  • Sumo de 2 limões
  • Açúcar em pó para polvilhar
  • Manteiga e farinha (para untar a forma)

Preparação:

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte uma forma de bolo com manteiga e farinha. Reserve.
Bata os ovos e o açúcar até ficar um creme muito claro e fofo.
(Use uma batedeira forte, em alta velocidade por cinco minutos. Se a sua batedeira for menos potente, bata durante mais tempo)

Em fio, adicione o azeite e o sumo de limão na mistura de ovos e açúcar e envolva-os com uma espátula.
À parte, misture a farinha, o fermento, o sal e a raspa de limão. Misture delicadamente os ingredientes secos com os ingredientes molhados, certificando-se que chega até ao fundo da tigela para que tudo fique bem incorporado.

Despeje a massa na forma preparada e leve ao forno por 45 minutos.
Deixe o bolo arrefecer um pouco na forma, antes de o desenformar sobre um prato de bolo e polvilhar com açúcar em pó.


Lemon Olive Oil Cake

Ingredients:

  • 4 eggs
  • 1 cup sugar
  • 1/2 cup extra virgin olive oil
  • 1 cup flour
  • 1/2 tsp baking powder
  • 1/4 tsp salt
  • Zest of 1 lemon
  • juice of 2 lemons
  • powdered sugar for serving


Directions:

Preheat oven to 350 degrees. Butter and flour a 9″  cake round—set aside.
Beat together the eggs and sugar until very pale and fluffy. For best results, use a Kitchen Aid mixer on high setting for five minutes. If you don’t have a Kitchen Aid, beat by hand until very thick.
Slowly stream in the olive oil and lemon juice into the eggs and sugar mixture and fold in with a rubber spatula.
In another bowl, whisk together the flour, baking powder, salt and zest. Gently fold the dry ingredients into the wet ingredients, making sure you get down to the bottom of the bowl so everything is incorporated well.
Pour batter into prepared cake pan and bake for 45 minutes.
Let cake cool in pan slightly before inverting onto a cake plate and dusting with powdered sugar.

adapted from: The Vegetarian Times Cooks Mediterranean






http://www.hortadamoura.pt/
https://www.facebook.com/hortadamoura

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...