domingo, 17 de maio de 2015

Frango assado à domingo com batatas rústicas



DESEJOS

Desejo a vocês...
Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
(...)
Viver sem inimigos
Filme antigo na TV
Ter uma pessoa especial
E que ela goste de você
(...)
Frango caipira em pensão do interior
Ouvir uma palavra amável
Ter uma surpresa agradável
Ver a Banda passar
Noite de lua cheia
Rever uma velha amizade
(...)
Rir como criança
Ouvir canto de passarinho.
Sarar de resfriado
Escrever um poema de Amor
Que nunca será rasgado
Formar um par ideal
(...)
Esperar alguém na estação
(...)
Recordar um amor antigo
Ter um ombro sempre amigo
Bater palmas de alegria
Uma tarde amena
Calçar um velho chinelo
Sentar numa velha poltrona
Tocar violão para alguém
Ouvir a chuva no telhado
Vinho branco
Bolero de Ravel
E muito carinho meu.

Carlos Drummond de Andrade

Com mais ou menos poesia, o que eu desejo, para mim e para vós, são estes domingos onde a boa comida não falta e a paz é o ingrediente que mais abunda.





Frango Assado com Laranja e Tomilho | Roast Chicken with Orange & Thyme


Ingredientes 4/6 pessoas:

  • 1 frango do campo com cerca de 2 kg (limpo)
  • q.b de azeite
  • q.b de alho com Pimenta (mistura Margão)
  • 4 colheres (sobremesa) de massa de pimento*
  • 2 colheres (café) de Pimentón de La Vera (pimentão/colorau fumado)
  • 1 laranja
  • 1 raminho de tomilho fresco



Preparar e deixar repousar cerca de 2 horas

Preparação:

Com cerca de duas horas de antecedência prepare/tempere o frango e deixe-o repousar.
Limpe-o das gorduras maiores e parta-o a meio (pedi no talho que o fizessem). Tempere com o sal e a mistura de alho com pimenta (se não tiver, use em separado). Barre-o com a massa de pimento* (esta foi feita e oferecida por uma querida amiga Bragançana) e salpique com o colorau picante (se não encontrar, use pimentão doce/colorau).

Regue, com um fio de azeite generoso, o fundo de um recipiente de forno. Disponha nele o frango, com a pele voltada para baixo, e desfaça sobre este um raminho de tomilho fresco.
Distribua as rodelas de laranja pelo tabuleiro e leve-o ao forno a 200ºC, por cerca de 90 minutos.
Os primeiros 30 minutos cubra-o com folha de alumínio. Passado este tempo retire a folha e deixe-o assar mais 30 minutos. Retire o tabuleiro do forno, vire o frango com a pele para cima, regue-o com o seu próprio molho e devolva ao forno o restante tempo.

*Em alternativa podem usar Massa de Pimentão da Margão (experimentada e aprovada)





Batatas Rústicas com Azeite e Alecrim | Rustic Potatoes with Olive Oil & Rosemary


Ingredientes 4/6 pessoas:

  • 6 batatas médias
  • q.b de azeite
  • q.b de sal
  • 1 raminho de alecrim fresco

Preparação:

 Descasque as batatas e corte-as em 4, no sentido horizontal (gomos). Lave-as e reserve.
Leve ao lume uma panela com bastante água temperada de sal e deixe-a levantar fervura. Introduza nela as batatas e deixe-as cozer cerca de 15 minutos, ou até que estejam a ponto de ficar tenras (sem estar demasiado cozidas). Escorra-as bem.
Regue, com um fio de azeite generoso, o fundo de um recipiente de forno. Disponha as batatas lado a lado, salpique-as com umas areias de sal e com o alecrim bem picadinho.
Regue, desta vez com um fio fino de azeite, e leve ao forno 20 minutos antes de o frango estar pronto.

Sirva as batatas como acompanhamento do frango assado.

terça-feira, 12 de maio de 2015

Sangria Verde


Viva o calorzinho que se começa a sentir! Sejam bem-vindas as bebidas coloridas!


Ingredientes:

  • 2 maçãs
  • 2 quivis
  • 2 dl de sumo de laranja natural
  • 1,5 dl de Pisang Ambom
  • 1 l de gasosa
  • 2 colheres (sopa) de açucar amarelo
  • gelo q.b
  • folhas de hortelã (decoração) 

 

Preparação:

Descasque as duas maçãs e corte-as em cubos. Descasque os dois quivis, corte-os em pedacinhos e junte-os à maçã. Adicione o sumo de laranja, o Pisang Ambom, a gasosa e o açúcar amarelo.
Adicione gelo e sirva de imediato, decorado com folhas de hortelã.

segunda-feira, 11 de maio de 2015

PASSATEMPO – Concurso gastronómico do concelho de Almada



Inspirada na 11.ª edição do Concurso Gastronómico do Concelho de Almada, desafio-vos a criarem uma receita com dois produtos da Região de Almada (Ameijoas, polvo e/ou Cavala, acompanhado com Tomate, legume de folha verde e/ou ervas aromáticas). Os autores das 2 receitas vencedoras (escolhidas pelo júri do Concurso de Almada) ganham um jantar (para 2 pax) num dos restaurantes aderentes ao concurso!!



Os participantes devem:

a) Fazer uma receita inspirada na Região de Lisboa (incluir pelo menos um dos produtos 1 - Ameijoas, polvo e/ou Cavala - e pelo menos um dos produtos 2 - Tomate, legume de folha verde e/ou ervas aromáticas - definidos);

b) Tirar uma fotografia à receita confeccionada;

c) Publicar a participação na página da Alquimia dos Tachos no Facebook:

- [obrigatório] Anexando a fotografia respetiva;

- [obrigatório] Indicando o nome da receita, o passatempo (Concurso Gastronómico de Almada) e as instruções de confecção;

- [obrigatório] Fazer Gostar/Like na página do concurso/Almada no Facebook

d) Cada leitor pode participar uma vez;

e) O desafio decorre até às 24h do dia 24 de maio de 2015;

f) A equipa de júri do Concurso Gastronómico de Almada irá seleccionar a receita vencedora tendo em consideração os seguintes critérios: originalidade, inovação da receita e apresentação.

g) No dia 26 de maio de 2015 é anunciado(a) o(a) vencedor(a), que posteriormente será contactado(a) pela organização do Festival. Serão oferecidos, aos autores das 2 melhores receitas, um jantar para duas pessoas, válido até ao final do mês de junho 2015, mediante disponibilidade do restaurante.



Até 7 de junho, é possível saborear as ementas em competição nos 23 restaurantes que participam na 11.ª edição do Concurso Gastronómico do Concelho de Almada.

“Cozinha Regional Portuguesa”, “Cozinha de Autor”, “Melhor Entrada ou Sopa”, “Melhor Prato”, “Melhor Sobremesa” e, este ano, também o “vinho servido”, são as restantes categorias premiadas pelo evento, organizado anualmente pela Câmara Municipal de Almada, com o apoio da Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa (ERT-RL).Os restaurantes têm de disponibilizar diariamente ao público as ementas a concurso, com preços que variam entre os 9 e os 35 euros (entrada ou sopa; prato de peixe/carne e sobremesa). Durante o período do concurso, os restaurantes recebem a visita dos elementos do júri, que se deslocam individualmente e sem aviso prévio, para degustação e avaliação das ementas.

 

A nossa sugestão:


Polvo em camadas com azeite aromatizado de tomilho





Esperamos as vossas participações!!!

domingo, 10 de maio de 2015

Tagine de lombo em vinho tinto






Há pratos extraordinariamente bonitos que nos fazem babar só de olhar. Quantas vezes nos dá vontade de ir imediatamente para a cozinha, experimentar tal delícia.

Depois há outros, como este que vos apresente hoje, que mesmo não tendo tanta espectacularidade visual, são incrivelmente aromáticos e deliciosos.

Há, felizmente, uma cultura gastronómica que vamos construindo desde tenra idade e que acaba por ser uma miscelânea das nossas experiências e vivências.
No entanto, creio que os sabores e aromas da infância são aqueles que mais nos marcam e os que acabamos por procurar repetir na idade adulta.

Muitas vezes me vêm à memória as comidas (e bebidas) que provei e a forma como as vi ser preparadas. Apesar de ter outras lembranças, aquelas que mais recordo - talvez por serem diferentes do habitual - estão ligadas a Valença do Minho, à terra, aos animais, às matanças, às colheitas, ao vinho, ao fumeiro, etc.



Porco, vinho tinto, muita gente, muita festa! :)


Ingredientes:

  • 1 kg de lombo de porco (cachaço)
  • q.b. de vinho tinto (de muito boa qualidade)
  • 4 dentes de allho (esmagados com casca)
  • q.b. de sal e pimenta
  • 1 folha de louro

Preparação:


Com 3 ou 4 dias de antecedência, partir a carne aos pedaços e temperar com todos os ingredientes (a carne deve ficar semi-coberta pelo vinho) .
Tapar e deixar marinar.
No dia de cozinhar, deitar carne e marinada numa tagine (ou tacho, na falta desta) e levar ao lume muito brando (o mínimo) e deixar cozinhar, sem destapar, cerca de 3/4 horas.

sábado, 9 de maio de 2015

Bolo de clementinas




Nunca resisto a produtos da época, sobretudo se forem biológicos, como estas deliciosas clementinas.
Já vos vou contar como e onde as "desencantei".

Fui, em trabalho, ao 12º Fórum Formação e Opções Profissionais. Um evento pensado para a comunidade estudantil e que teve como objectivo apresentar o mais variado leque de possibilidades aos estudantes do concelho (da Póvoa de Varzim) no que respeita a opções profissionais, ensino e formação. Fiquei satisfeita e surpreendida com algumas actividades levadas a cabo pelos jovens presentes. Nomeadamente, por aqueles com quem tenho a feliz oportunidade de trabalhar.

Um dos grupos/cursos que me despertou o interesse foi o de Horticultura, Fruticultura e Olaria. Não conhecia esta oferta formativa e achei bem interessante. Que belos e irresistíveis produtos tinham na sua banca!

O intuito era o de demonstrar o que fazem, mas tinham alguns produtos à venda (ainda que a um valor quase simbólico). Lá vim para casa com um saco cheio de boas e saudáveis compras. :)

Desta vez as eleitas foram as clementinas, que são absolutamente deliciosas, mas as laranjas e as favas estão à espera de uma oportunidade de se mostrarem por cá.

Bom fim de semana e boas receitas!


 

 

Ingredientes:

  • 3 ovos
  • 200 g açúcar
  • 125 ml de óleo de girassol
  • 1 clementina grande (zeste e sumo)
  • 160 g farinha de trigo
  • 6 g fermento

  • manteiga para untar
  • farinha para polvilhar
  • 1 clementina grande


Preparação:

Pré-aqueça o forno a 180ºC, unte a forma (ficam lindos nas Mini cocottes Le Creuset) com manteiga e polvilhe com farinha. Reserve.

Na taça da batedeira coloque os ovos, o açúcar e bata bem até obter um creme espumoso e esbranquiçado. Sem parar de bater, junte (em fio) o óleo e o sumo da clementina. Bata até ficar fofo e formar bolhas de ar na massa. Retire a taça da batedeira, misture a raspa da clementina e aos poucos incorpore a farinha, envolvendo cuidadosamente.

Corte uma clementina em rodelas finas e disponha-as no fundo da(s) forma(s). Verta, por cima destas, a massa e leve ao forno durante cerca de 35/40 minutos, ou até estar cozido (faça o teste do palito).

Deixe arrefecer e desenforme.

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Tarte de grão-de-bico



Comentário de alguém que provou: "Este é o melhor uso que se pode dar ao grão-de-bico" :D


De facto, este é um ingrediente que se associa, quase de imediato, a receitas salgadas. Mas como várias vezes tenho dito, nem tudo tem que ser convencional. Sobretudo na cozinha!

Esta é uma das primeiras receitas publicadas no nosso blog (ver aqui) e que eu gosto de fazer de tempos a tempos. Continua a surpreender quem nunca provou, pois não está à espera de uma textura e paladar tão agradável.

Agora resolvi experimentar prepará-la na Cuisine Companion e tenho a dizer-vos que está aprovadíssima!



  

Receita preparada para o robot Cuisine Companion da Moulinex

Ingredientes:


Massa quebrada
  • 240g de farinha
  • 120g de manteiga
  • uma pitada de sal
  • 7cl de água 
Recheio
  • 150g de grão-de-bico cozido
  • 250g de açúcar
  • 25g de farinha
  • 20g de margarina líquida
  • 2 ovos (se possível caseiros - a cor e paladar fazem diferença)
  • 2 gemas de ovo
  • Raspa de limão q.b.
  • Açúcar baunilhado, em pó, para polvilhar





Preparação:


Massa

Coloque a farinha, a manteiga amolecida e uma pitada de sal na taça de preparação com a lâmina para amassar/triturar. Misture na velocidade 6. Após 30 seg., junte a água e deixe a máquina em funcionamento até a mistura formar uma bola (cerca de 2 min. e 30seg.). Cubra com película aderente e deixe repousar no frigorífico durante 30 min

Aqueça previamente o forno a 180ºC (T. 6). Estenda a massa e coloque-a numa forma para tarte untada com manteiga. Reserve


(Receita da massa - livro  1 millón de menús 1 milhão de menus - Cuisine Companion)

Recheio

Coloque o grão-de-bico na taça com a lâmina para triturar/amassar e programe 30 seg. vel. 8. Junte o açúcar e triture novamente 30 seg. vel. 8.

Abra a taça e com a espátula raspe as laterais, juntando tudo no fundo da mesma. Adicione a margarina e programe 20 seg. vel. 6. Se o puré não ficar bem liso, triture mais 10 segundos.

Misture a farinha peneirada, os ovos, as gemas e a raspa de limão. Programe 1 minuto na velocidade 7.

Deite o recheio por cima da massa e polvilhe com bastante açúcar em pó (é o que cria a superfície estaladiça).
Leve ao forno, cerca de 30 minutos.

Desenforme, deixe arrefecer e antes de servir cubra com mais açúcar em pó, peneirado.




domingo, 3 de maio de 2015

Risotto de camarão selvagem e cogumelos shiitake




"Risotto, que significa literalmente arrozinho, é um prato típico da região do Norte da Itália, mais especificamente ele provém da Lombardia. O risoto data do século XI quando o sul da Itália era dominado pelos Sarracenos e esses trouxeram o grão usado para a preparação do risotto."

Informação: wikipedia.org


Por cá, a confecção deste prato é bem mais recente, mas veio para ficar. Actualmente, é um dos meus pratos preferidos.
Pode ser preparado simples, ou com diversos ingredientes, de maneira a agradar a todos os gostos.

Acredito que para ficar bom, o caldo é essencial e portanto não devemos descurar esta etapa de preparação.

Uma vez mais, a CC (Cuisine Companion) foi uma preciosa ajuda!



  

Receita preparada com o robot Cuisine Companion da Moulinex



Ingredientes:


  • 400g de camarão selvagem (usei Moçambique 22/34)
  • 200g de cogumelos shiitake
  • 250 gr de arroz para risotto
  • 1 cebola
  • 50 ml azeite
  • 800 ml de Caldo*
  • 80 g (1 saqueta) de queijo ralado (usei Limiano ralado)

*Caldo
  •  cabeças de camarão (as dos camarões usados para o arroz)
  • 1 cenoura 
  • 1 alho francês
  • 1 l de água
  • sal q.b.

Preparação

Descasque os camarões, reserve o miolo e aproveite as cabeças e cascas.

Caldo
Na taça do robot, sem nenhum acessório, junte cabeças e cascas do camarão, a cenoura e o alho francês partidos às rodelas, a água e tempere de sal. Programe P1 cozedura lenta durante 15 minutos a 130°. Esmague as cabeças (estas vão largar os sucos no caldo), coe e reserve o líquido para usar no risotto.

Risotto
Descasque a cebola, corte-a em pedaços e pique com a lamina picadora, velocidade 11, 10 segundos.
Retire a lâmina e insira o acessório misturador.
Adicione o azeite e inicie o programa P1 cozedura lenta durante 3 minutos a 130°. Adicione o arroz e programe P1 cozedura lenta durante 4 minutos a 130°.
Junte os cogumelos e use o programa P3 cozedura lenta a 95 °, 3 minutos. Após este tempo, verta o caldo e inicie o programa P3 cozedura lenta a 95 °, 12 minutos .
Abra a tampa, junte o miolo de camarão e programe P3 cozedura lenta a 95 °, 5 minutos.
Por último, junte o queijo ralado e programe P3 cozedura lenta a 95 °, 2 minutos.




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...