sábado, 28 de fevereiro de 2015

Pudim de abóbora (Butternut Squash flan)




"... Finalmente o grande dia chegou. A pobre Cinderela viu a madrasta e as irmãs saírem numa carruagem em direcção ao palácio, em seguida sentou-se perto da lareira e começou a chorar.
Apareceu diante dela uma fada, que disse ser a sua fada madrinha, e ao ver Cinderela chorar, perguntou: “Você gostaria de ir ao baile, não é?”
“Sim”, suspirou Cinderela.
“Bem, eu posso fazer com que você vá ao baile”, disse a fada madrinha.
Ela disse à rapariga: “Vá ao jardim e traga-me uma abóbora.” 

Cinderela trouxe, e a fada madrinha esvaziou a abóbora até ficar só a casca. Tocou-a com a varinha mágica e a abóbora transformou-se numa linda carruagem dourada! num lindo pudim dourado!

Cinderela - Adaptado do conto dos Irmãos Grimm






Receita criada para o robot Cuisine Companion da Moulinex

Ingredientes


Puré de abóbora:
  • 1 abóbora (butternut squash)
Pudim:
  • 70g de açúcar
  • 190ml leite evaporado
  • 120g de puré de abóbora
  • ½ laranja - raspa 
  • 2 ovos 
  • ½ colher (chá) de canela
  • ¼ colher (chá) de gengibre em pó
  • 1 pitada de noz moscada (moída na hora)
  • 1 pitada de sal
  • ½ colher (chá) de essência de baunilha
Caramelo:
  • 1 chávena (chá) de açúcar
  • ½ chávena (chá) de água
Fios de caramelo (opcional)
  • 1 chávena (chá) de açúcar


Preparação


Puré de abóbora:

Corte a abóbora em pequenos cubos. Deite 700ml de água na taça e coloque o cesto de vapor. Disponha neste a abóbora cortada e seleccione o programa de vapor durante 20 minutos.

Assim que a abóbora esteja cozida, coloque-a num saco de pano, ate-o e pendure (disponha uma taça por baixo), deixando escorrer umas horas (melhor se for de véspera). De vez em quando esprema, exercendo alguma pressão, até se certificar que toda a água foi libertada (é muito importante que escorra totalmente).

Depois da abóbora escorrida, coloque-a na taça com a lâmina amassar/triturar e programe velocidade 5, durante 2 minutos. Remova o puré da taça, pese 120g e reserve-os.

Caramelo:

Numa frigideira coloque o açúcar e leve a fogo baixo, deixando derreter suavemente. Quando estiver bem dourado, junte a água fervente e agite para misturar tudo. Deixe ferver até obter um caramelo com a cor pretendida. Forre, com esta calda, 4 ramequins ou formas de pudim. Reserve.

Pudim:

Na taça do robot usando o acessório misturador, junte a abóbora, o açúcar, a raspa de laranja, as especiarias, o sal e programe na velocidade 7 durante 1 minuto, juntando os ovos, um a um, pelo orifício da tampa e desligue.

Verta na taça o leite evaporado, o extrato de baunilha e programe a 90ºC, durante 8 minutos na velocidade 4.

Divida a mistura pelos quatro ramequins e coloque-os num tabuleiro fundo de forno. Despeje água, no tabuleiro, até atingir metade da altura das formas.

Leve ao forno pré-aquecido a 170ºC e coza cerca de 45 minutos, ou até que inserindo uma faca no centro do pudim, esta saia limpa.

Retire cuidadosamente as formas e deixe-as repousar sobre uma grade, durante cerca de 30 minutos. Cubra e leve ao frigorífico até que os pudins arrefeçam completamente.

Desenforme e decore com os fios de caramelo, ou sirva directamente nos ramequins.

Fios de caramelo:
Numa frigideira coloque o açúcar e leve a fogo baixo, deixando derreter suavemente. Quando estiver líquido, molhe no caramelo uma vara de arames e agite-a sobre uma folha de papel vegetal. Irão formar-se fios que cuidadosamente poderá juntar e fazer uma bola.




Outras sugestões para o puré de abóbora:

Sonhos de Abóbora
Pumpkin Cupcakes / Cupcakes de Abóbora

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Bolo de duas coisas




Tenho um tio que em pequeno dizia que aos meninos, quando estavam doentes, se devia dar queijo.

Eu não discordo! Mas tenho para mim que o chocolate é que cura todas as maleitas! :)

Hoje acordei e parecia que tinha sido atropelada... mas não se preocupem muito, pois eu admito que sou uma pieguinhas (sim... mesmo com uma gripezeca).

Ligo o computador para ver as horas e o que me aparece logo? Um vídeo da Panelaterapia a ensinar a fazer um bolo com 2 ingredientes...

Claro que tive que ir a correr experimentar! Confesso que um pouquito incrédula, dada a simplicidade do que vi.

E não é que resulta? Resulta mesmo, e é delicioso!







Para acabar com o peso na consciência e desfazer os mitos sobre o delicioso universo do chocolate, visite a página da ACHOC (Associação dos Industriais de Chocolates e Confeitaria). Recheadinha de excelente informação... e de deliciosas receitas! ;)


Bolo de dois ingredientes

Ingredientes:

  • 1 chávena (chá) de creme de avelã (Nutella)
  • 5 ovos médios

Preparação:

Levar o chocolate 1 minuto ao microondas.
Bater os ovos, em velocidade alta, durante 6 minutos.
Deitar 1/3 da gemada no chocolate e envolver, repetir mais 2 vezes até que tudo esteja misturado e homogéneo.
Verter o creme numa forma untada com manteiga e polvilhada com cacau em pó. Levar 25 minutos a forno pré-aquecido a 180º





Devem estar a perguntar-se que forma usei (recebi 2 mensagens a questionar-me sobre isto). Pois bem... Cá vos deixo uma foto da forma e o link para a página onde a podem comprar.

Recomendadíssima!!! Esta e todas as d'A Metalúrgica ;)


http://www.ametalurgica.pt/product/torta-canelada/



TWO INGREDIENT FLOURLESS NUTELLA CAKE


INGREDIENTS:

  • 4 large or extra large eggs
  • 8 1/2 ounces Nutella (weigh this out on a scale)

DIRECTIONS:

1. Grease a 6 or 7 inch round springform pan. Then line with parchment paper on sides and on bottom. (One of the cakes I made, I simply sprayed pan but it still sticks, so it is best to line with parchment paper. By spraying with oil first, the parchment paper stick ons better.) Preheat oven to 350F. Beat eggs on highest speed with stand mixer until about triple in volume, about 6 minutes. The egg consistency is the key to making this recipe work, so don't try to save time on this step. Eggs must be beaten until triple in volume as that is what creates the cake.
2. Measure out Nutella into a glass bowl. Microwave Nutella for about 20 seconds to make it softer. Add in 1/3 of the egg mixture. Gently stir with a spatula in the same clockwise direction until all of the egg is mixed in and no streaks remain. Then add another 1/3 of egg mixture and fold again until no egg streaks remain. Pour in remaining third and make sure to scrape the foam that sticks to the mixing bowl into the batter and stir until no streaks remain. Make sure to do this in 3 batches because otherwise the whipped eggs may lose too much of the air that has been whipped into them if you try to do it all at once.
3. Pour batter into springfoam pan. Bake for 20-25 minutes until knife inserted comes out clean. Let cake cool completely before removing from pan and cutting and serving. This will allow the chocolate flavor to fully develop, otherwise when it is still hot it tastes slightly eggier.

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Bolo de noz e de outros




Se tivesse que escolher um sentido para me definir, muito provavelmente escolheria o olfacto. Sou, sem sombra de dúvida, uma pessoa de "cheiros"!

Gosto de cheiros simples, como o do pão acabado de sair do forno, da terra molhada pela primeira chuva, de um livro novo, do azeite e alho, das especiarias... O que eu gosto do aroma das especiarias!

Acho que o cheiro vai muito além da visão, da audição. E até do paladar! O cheiro faz-nos adivinhar o paladar... concordam?

Tenho na memória cheiros vindos de tantos lugares e de tantas situações. E de pessoas! Algumas, infelizmente já nem estão entre nós. Mas continuo a lembrar-me do seu cheiro, porque as amei.

É bom o cheiro das pessoas que amamos - não o perfume, o cheiro -.  

Os cheiros conseguem ser mais profundos e misteriosos do que abraços e beijos, afinal, estes atingem-nos fisicamente, mas o cheiro alcança o que nenhum outro consegue: o cheiro atinge a alma.




Bolo de noz e de outros... ou Bolo de noz e de cheiros


Ingredientes:

  • 100g de noz (miolo)
  • 30g de avelã (miolo)
  • 30g de alperce seco
  • 5 ovos 
  • 50 g de açúcar mascavado
  • 50 g de açúcar baunilhado
  • 8 colheres (sopa) de azeite
  • 4 colheres (sopa) de mel
  • 4 colheres de sopa de vinho do Porto
  • 1 colher (chá) de canela
  • 2 colheres (chá) de  erva doce
  • 200 g farinha
  • 1 (chá) de fermento em pó
  • 1 (chá) de bicarbonato de sódio 
  • q.b. de açúcar em pó (para polvilhar)

Preparação:

Ligue o forno a 180ºC e forre uma forma de bolo inglês com papel vegetal.

Peneire e junte a farinha, o fermento e o bicarbonato de sódio. Reserve

Bata as claras em castelo. Reserve.

Misture os dois tipos de açúcar e bata-os com as gemas até que estas dupliquem de volume e se tornem num creme esbranquiçado. Sem parar de bater, adicione o azeite, o mel, o vinho do Porto e bata até que tudo esteja bem misturado. 

Retire a taça da batedeira e adicione as nozes, as avelãs e os alperces (grosseiramente picados), a canela e a erva-doce. Envolva com uma espátula.

Alternadamente, vá juntando e envolvendo (cuidadosamente e sem bater) a mistura da farinha e as claras em castelo. (Obterá uma massa forte, perfumada e consistente)

Verta-a na forma previamente preparada e leve ao forno cerca de 50 minutos, ou até estar cozido (teste com o palito) . 

Desenforme morno e antes de servir polvilhe com açúcar em pó.




Não posso deixar de agradecer à minha amiga Beatriz, pelas deliciosas nozes vindas da sua bela Bragança. 

sábado, 7 de fevereiro de 2015

Bolo de Maçã Russo


Eu sei que já publiquei várias receitas de bolo de maçã, mas nunca é demais experimentar, até encontrarmos a perfeita. 


Portanto, aqui fica mais um bolo de maçã! Este, pelo que li, é um bolo muito tradicional na Rússia. 


É extremamente fácil de preparar e leva poucos ingredientes, o que o torna uma boa opção para os dias em que não nos apetece fazer nada muito elaborado. 


O resultado é surpreendente! Um bolo macio, leve e delicado (tipo pão-de-ló), com pedaços de maçã, aqui e ali. 


Embora possamos usar qualquer tipo de maçã neste bolo (usei as que andavam na fruteira), as que encontrei na maioria das receita que vi foi a Granny Smith. Julgo que por serem mais ácidas, contrastarão melhor com o doce do bolo (embora este não leve uma quantidade de açúcar muito grande). 


Um bolo perfeito para um chá, em fim de semana de chuva! 





Ingredientes

  • 3 ovos caseiros 
  • 225g de açúcar
  • 165g de farinha de trigo
  • 5g de fermento em pó
  • 4 maçãs médias
  • manteiga (para untar)
  • açúcar em pó (para polvilhar)


Preparação

Pré-aqueça o forno a 170˚C.

Descasque as maçãs, retire o centro e corte-as em cubos pequenos. Reserve.

Bata os ovos (que devem estar à temperatura ambiente) com o açúcar, em velocidade alta, durante 6 minutos até obter uma gemada grossa e macia.
Misture a farinha com o fermento em pó. Peneire a mistura para cima da gemada, em três incrementos, envolvendo com uma espátula para combinar entre cada adição. Não mexa demais.

Envolva 2/3 da maçã cortada na massa, apenas até misturar e transfira a massa para uma forma untada. Salpique com a maçã reservada (1/3) e leve ao forno durante 1 hora. 

Retire do forno e deixe arrefecer na forma cerca de 15 minutos, em seguida, desenforme. Uma vez que o bolo esteja perto da temperatura ambiente, polvilhe com açúcar em pó e sirva.






Russian sharlotka or apple sponge

Ingredients


Preparation method

  1. Preheat the oven to 180C/355F/Gas 4.
  2. Place the caster sugar, flour and eggs into a bowl and whisk together to make a thick smooth batter.
  3. Grease and flour a deep baking dish and arrange all the apple slices to cover the bottom of the dish.
  4. Spoon the batter mixture over the top and transfer to the oven to bake for 30-40 minutes. (To check if the sponge is ready, insert a skewer into the top of the sponge, if it comes out sticky, return to the oven to cook for another 5 minutes.)


Receita adaptada daqui / Recipe adapted from here: BBC . FOOD

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Cordeiro com arroz de forno à Marco de Canaveses




"Em Portugal existem várias raças de ovelhas autóctones – a Bordaleira entre Douro e Minho, a Campaniça, a Churra Algarvia, a Churra Badana, a Churra da Terra Quente, a Churra do Campo, a Churra do Minho, a Galega Bragançana, a Galega Mirandesa, a Merina Branca, a Merina da Beira Baixa, a Merina Preta, a Mondegueira, a Saloia e a Serra da Estrela – e algumas carnes de borrego são reconhecidamente produtos de Denominação de Origem Protegida (DOP), como o Borrego Terrincho (raça Churra da Terra Quente, surgida do cruzamento entre as raças Badana e Mondegueira), o Borrego Serra da Estrela e por origem de Indicação Geográfica Protegida (IGP), como o Borrego do Nordeste Alentejano e o Borrego da Beira. As características da carne são influenciadas por fatores como a idade do animal, o sexo e raça e o tipo de alimentação. No caso do borrego, este destaca-se por uma carne macia e rosada, com uma consistência firme e reduzida gordura. Quer o sabor, quer o aroma são mais intensos em animais mais velhos, particularmente naqueles abatidos com mais de um ano de idade, pelo que existe quem não aprecie a carne de carneiro, mas não consiga resistir a um prato de borrego ou cordeiro.

Nos países orientais, a preferência vai mesmo para a carne de carneiro, enquanto no mundo ocidental é maior o número de apreciadores de borrego. Há quem aprecie a carne com pouco tempero, para que as suas caraterísticas naturais se mantenham, outros preferem temperá-la com vinho, louro, alecrim ou hortelã, por exemplo. Seja qual for a opção, a carne de borrego é sempre uma opção de sucesso em ocasiões festivas ou numa reunião familiar em que queremos mimar aqueles de quem mais gostamos com o verdadeiro sabor da tradição gastronómica portuguesa."




Receita retirada do livro Tesouros da Cozinha Tradicional Portuguesa e adaptada ao robot Cuisine Companion da Moulinex

 

Ingredientes (4-6 pessoas)

  • ¼ de cordeiro de leite (dianteiro com cerca de 1,5Kg)
  • 1 dl de vinho branco maduro
  • 1 cálice de vinho do Porto seco
Marinada
  • 1 limão
  • 10 grãos de pimenta
  • 2 folhas de louro
  • Sal
Massa (para barrar)
  • 1 cebola
  • 2 colheres (sopa) de banha
  • 2 dentes de alho
  • Sal, pimenta e colorau q.b.
Caldo
  • Cabeça e miúdos do cordeiro (coração, etc.)
  • 200g de presunto ou salpicão
  • 2 l de água
Arroz
  • 400g de arroz
  • 1 cebola
  • 1 dl de azeite
  • 1 colher (café) de açafrão
  • Caldo q.b.

Preparação 

(no robot Cuisine Companion)

Ponha o cordeiro de molho de um dia para o outro em água com rodelas de limão, sal, a pimenta em grão e as folhas de louro. Algumas horas antes de o cozinhar, escorra-o bem.

Arranje a cabeça e os miúdos do cordeiro. Prepare um caldo, com estas carnes juntamente com o presunto ou salpicão. Coloque tudo na taça do robot sem nenhum acessório, cubra com água e programe 130ºC durante 30 minutos. Coe o caldo e reserve.

Faça uma massa para barrar a carne. Na taça do robot usando a lâmina picadora, coloque a cebola cortada ao meio, a banha, o alho, sal, pimenta, um pouco de colorau e misture na velocidade 12 durante 30 seg. Com uma espátula, raspe as laterais da taça e coloque a preparação bem no centro. Misture novamente durante 10 seg. (caso a textura não esteja bem lisa, misture mais uma vez). Esfregue o cordeiro com a massa e reserve.

Entretanto, prepare o arroz. Na taça do robot usando o acessório misturador, junte o azeite, a cebola às rodelas finas e seleccione o Programa Cozedura Lenta P1 durante 5 minutos. Adicione então o caldo (preparado anteriormente e ao qual juntou o açafrão), no dobro da medida do arroz e programe 100ºC e velocidade 1, mais 10 minutos.

Junte o arroz, rectifique os temperos e seleccione Programa Cozedura Lenta P3, a 100ºC, durante 5 minutos.

Uma vez o arroz aberto, deite-o no alguidar de barro, coloque sobre o mesmo uma grelha formada por paus de louro ou castanheiro e disponha sobre esta o cordeiro já temperado (como indicado na foto). (Como não cabe todo em cima do arroz, coloque o restante num tabuleiro de forno).

Leve ao forno e, de vez em quando, vá salpicando com os vinhos. Mantenha no forno de 1 hora a 1 hora e 20 minutos.



(tradicional)

Ponha o cordeiro de molho de um dia para o outro em água com rodelas de limão, sal, a pimenta em grão e as folhas de louro. Algumas horas antes de o cozinhar, escorra-o bem.

Prepare um caldo com a cabeça e miúdos do cordeiro, fervendo-os juntamente com o presunto ou salpicão.

Faça uma massa com a cebola picada, a banha, o alho picado, pimenta, sal e um pouco de colorau. Esfregue o cordeiro com a massa e reserve.

Entretanto, prepare um estrugido brando com a cebola às rodelas e o azeite, acrescente o caldo da cozedura dos miúdos no dobro da medida do arroz, colore-o com o açafrão diluído em água a ferver e introduza o arroz.
Uma vez este aberto, deite-o no alguidar de barro, coloque sobre o mesmo uma grelha formada por paus de louro ou castanheiro e disponha sobre esta o cordeiro já temperado (como indicado na foto). (Como não cabe todo em cima do arroz, coloque o restante num tabuleiro de forno).

Leve ao forno e, de vez em quando, vá salpicando com os vinhos. Mantenha no forno de 1 hora a 1 hora e 20 minutos.



Nota: Este prato pode ser confeccionado com cabrito.


sábado, 31 de janeiro de 2015

Bolo de Laranja e Coco



Poucos bolos me fazem lembrar mais a infância do que um delicioso bolo de laranja.

E eu adoro laranja!

Outro dos meus ingredientes preferidos é o coco. E que que tal juntar os dois?

Pois bem... assim fiz! Esta mistura também se deveu ao facto de eu estar ansiosa por experimentar a farinha de coco, comprada há dias.

Como não conhecia a reacção desta farinha, optei por misturá-la com farinha de trigo. Mas estou em crer (hei-de experimentar) que se pode usar sozinha, tornando esta receita apta para intolerantes ao glúten.

E é assim, de experiência em experiência, que se vai conhecendo os produtos aos quais não estamos habituados e descobrindo verdadeiras delícias.

O resultado foi fantástico e já temos mais um bolinho de laranja testado e aprovado.

Bom fim de semana! Divirtam-se e descansem ;)



Ingredientes 

Bolo
  • 5 ovos
  • 320g de açúcar
  • 350ml de sumo de laranja
  • 1 raspa de laranja
  • 150g de farinha de coco
  • 240g de farinha de trigo
  • 1 saqueta de fermento químico (usei vahiné 11g)
Calda de laranja
  • 350ml de sumo de laranja
  • 120g de açúcar 
Decoração
  • q.b. de raspas de coco desidratado


Preparação: 

 

Prepare uma forma redonda (30cm), de preferência de fundo amovível, colocando uma folha de papel vegetal no fundo e untando de manteiga o aro lateral.

Ligue o forno a 180ºC.
Na taça da batedeira junte os ovos, o açúcar e bata (forte) até que a gemada triplique de volume. 

Pare de bater e vá acrescentando a farinha (peneirada, juntamente com o fermento) aos poucos intercalando com o sumo de laranja, envolvendo cuidadosamente, com uma vara de arames. Junte a raspa de laranja e envolva com cuidado.

Verta a massa na forma (preparada anteriormente) e leve ao forno por cerca de 35 minutos, ou até que ao inserir um palito na massa este saia seco.

Entretanto, enquanto o bolo está no forno, prepare a calda de laranja levando ao fogão um tacho com o sumo de laranja e o açúcar. Assim que levante fervura, agite o tacho para que o açúcar se dissolva e deixe ferver durante alguns minutos, até obter um xarope. Verta num recipiente e deixe arrefecer.

Ainda com o bolo morno, faça furos com um palito (ou um garfo) e com a ajuda de uma colher vá regando a superfície do mesmo. Este processo deve ser lento, até que toda a calda seja absorvida. 

Desenforme depois de frio e decore a gosto com as raspas de coco (ou, na falta deste, com coco ralado).



quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Passatempo Chef de Família - Hotpoint & 24Kitchen





A cozinha é cada vez mais uma inspiração. Em todo o mundo crescem estrelas que vão transformando ingredientes em obras de criatividade e sabor. Mas todos sabemos que a melhor comida de todas é a de casa. Por isso, chegou o passatempo que vai homenagear o verdadeiro chef: o Chef de Família. Este passatempo pretende encontrar o chef de família com a receita que melhor combine criatividade com ingredientes da nossa dieta mediterrânica.


Este passatempo promovido pela Hotpoint http://www.hotpoint.pt/ e que conta com o apoio do 24Kitchen, foi criado a pensar em vocês que seguem o meu blog e que gostam de cozinhar, tal como eu. 
Para participar basta criar uma receita que contenha os dois ingredientes: canela e limão. Pode ser uma entrada, uma sobremesa, um prato principal, o que quiser! Depois tire uma fotografia, e envie as duas coisas até 28 de fevereiro para o email: alquimiadostachos@gmail.com
No final vou escolher dois finalistas, tendo em conta a combinação dos ingredientes e a imagem do prato confecionado.

Pode (e deve) dar largas à criatividade! Na fotografia deve estar visível a receita confecionada, mas  também pode entrar nela, bem como a sua família, a mesa da sala, a bancada da cozinha, o que quiser. ;)


Depois de selecionados os dois finalistas, a final é disputada no perfil de facebook do 24Kitchen. Veja o regulamento aqui: http://www.24kitchen.pt/artigos/passatempo-chef-de-familia

O prémio final? Pode escolher entre os seguintes electrodomésticos: uma placa, um forno, um combinado ou uma máquina de louça Hotpoint!! O que lhe fizer mais falta na cozinha.

Aposto que vão fazer combinações excelente e apresentar pratos magníficos!

O prémio é excelente e eu conto com as vossas participações!

Um abraço,
Olivia Rocha

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...