quinta-feira, 12 de julho de 2012

Bolo Mulato de Ermesinde

Ermesinde é uma cidade implantada na parte Noroeste do Concelho de Valongo e a meia dúzia de quilómetros da cidade do Porto.
As poucas referências que existem, sobre o seu passado remoto, dizem-nos que, a antiga freguesia de S. Lourenço de Asmes, passou a ser oficialmente designada Ermesinde a partir da implantação da República (1910). Sabe-se que em 1911 a Junta da Paróquia de S. Lourenço de Asmes, como era então conhecida, presidida por Amadeu Vilar, requereu ao Governo Provisório que o nome oficial da povoação fosse Ermezinde.

Nas inquirições de 1258 mandadas fazer por D. Afonso III, há uma referência a “ um indivíduo de Ermezenda que prestou esclarecimentos sobre baldios nas terras da Maia, para organizar os reguengos da Coroa nesta região”.
Etimologicamente o topónimo Ermezinde é de origem Germânica e significa “caminho íngreme”. Mas há ainda outra explicação para este nome. Pelo século IX, no ano de 890, aparece uma D. Ermezenda, filha de D. Gundezindo, donatário desta região e que fez ao demolido convento dos beneditinos de Rio Tinto, importantes doações.
D. Ermezenda, pertencia ao convento das monjas de Rio Tinto e seria senhora das terras onde se encontra o lugar de Ermesinde, a dois quilómetros do lugar onde existiu o convento. O nome do lugar seria então Terras de D. Ermezenda, e começaria a povoar-se com os casais dessa senhora.


Cresci e vivi nesta pacata cidade do Norte.

Quando vi este bolo (na revista da Lusitana) não resisti a fazê-lo rapidamente, quer devido ao aspecto do mesmo, quer devido (sobretudo) ao nome. Cá está o resultado:

Ingredientes: 

  • 3 ovos
  • 370g de açúcar
  • 1 cálice de aguardente
  • 370g de Farinha para bolos
  • 1 colher (café) de canela em pó
  • açúcar e canela em pó q.b. (para decoração)



Preparação:


Bata muito bem os ovos com o açúcar até obter um creme fofo e esbranquiçado. Adicione a aguardente e, por fim, envolva a farinha peneirada com a canela.

Unte com manteiga e polvilhe com farinha (usei o óleo em spray) um tabuleiro quadrado de 20cm (usei uma forma redonda de chaminé).

Verta a massa e leve ao forno a 180ºC, durante cerca de 35 minutos. Retire depois de cozido, deixe arrefecer e desenforme.

Corte em cubos (eu cortei em fatias) e polvilhe abundantemente com açúcar em pó. Termine a decoração com canela em pó.




Fonte:  Lusitana (Revista do Clube de Consumidores) Nº 35 - Setembro 2011

10 comentários:

  1. Que maravilha amiga, que bem que ficou....bjokinhas e obrigada pela informação

    ResponderExcluir
  2. ESSA FATIA FICOU BEM TENTADORA.
    É UMA BOLO SIMPLES E COM UM EXCELENTE ASPECTO.
    BOA SEMANA
    BJS

    ResponderExcluir
  3. Ficou com um aspecto tão bom!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Olívia eu sou de Valongo e conheço a festa de S. Lourenço só que este bolinho não conhecia e tu fizeste-o muito bem :) tem um aspecto delicioso.

    Beijinho

    ResponderExcluir
  5. O bolinho ficou um mimo Olívia! :D Obrigado pela partilha das informações. Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi Olivia, seu bolo ficou bonito e parece ter ficado muito bom. Mas fiquei intrigada, na massa não vai fermento em pó? Beijos de luz em seu coração.

    ResponderExcluir
  7. Que bonito ficou, muito fofinho.
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Olá Rosângela.

    A farinha que eu usei já tem fermento (é farinha auto levedante).

    Mas pode usar farinha normal e adicionar o fermento.

    Beijinhos e uma excelente semana

    ResponderExcluir
  9. Olivia,
    Ficou lindo esse bolinho... Então essa fatia esta uma tentacao : )

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Olha que giro, para além de mulato é sem lactose! :-)

    ResponderExcluir

Gosto de o/a ter por cá! Não vá embora sem deixar o seu comentário ;)