domingo, 1 de abril de 2018

A Páscoa está de volta!




Alma Lusa


A 3ª edição da Alma Lusa Magazine* está nas bancas e por lá também há um pouco da nossa Alquimia.

As receitas já aqui tinham sido partilhadas convosco, mas, porque é Páscoa, faz todo sentido relembrá-las, confeccioná-las e levá-las às nossas mesas.


*"Alma Lusa é uma publicação direccionada à comunidade de língua portuguesa e às raízes populares de Portugal na América."



A toda a equipa responsável por pôr esta revista nas mãos de tantos portugueses que gostam de manter viva a nossa cultura, incluindo a gastronómica, aqui fica o meu muito obrigada.
Votos de muito sucesso, porque o merecem!


As receitas que recomendo são estas:



Folar de Valpaços

Ingredientes:

  • 400g de farinha
  • 5 ovos
  • 60g de manteiga
  • 60g de banha
  • colher de sopa de azeite
  • 12g de fermento de padeiro
  • 1 gema
  • Leite, sal, farinha e banha q.b.
  • 100g de salpicão
  • 100g de linguiça (chouriço de carne)
  • 100g de presunto
  • frango pequeno corado


Preparação:

Peneira-se a farinha com um pouco de sal num alguidar vidrado e faz-se uma cova no meio. Desfaz-se o fermento de padeiro em 0,5 dl de água tépida, deita-se na cova da farinha e vai-se envolvendo nela.

Colocam-se os ovos inteiros com a casca numa tigela e cobrem-se com água morna. Alguns minutos depois, abrem-se para dentro da farinha (sempre ao centro) e vai-se fazendo absorver a farinha trabalhando-a a partir do centro. Derrete-se as gorduras em lume brando. Junta-se à massa e trabalha-se tudo adicionando água necessária até obter uma massa fina. A seguir, bate-se a massa com as mãos até esta se desprender completamente do alguidar.

A massa considera-se bem batida quando aparecem uma bolhas à superfície. Nesta altura polvilha-se a massa com um pouco de farinha, cobre-se com um pano e envolve-se o alguidar com um cobertor. Coloca-se num local tépido e onde possa receber um pouco de calor indirecto. A massa leva 2 horas a levedar. Está levedada quando atingir o dobro e apresentar um aspecto rendado. Tem-se um tabuleiro rectangular, cujos bordos não devem exceder 8 cm de altura, muito bem untado com banha.

Cortam-se o chouriço e o salpicão às rodelas, o presunto às tiras e desossa-se o frango limpando-o de peles e ossos e desfazendo-o em pedaços. Divide-se a massa em três partes, devendo uma delas ser um pouco maior. Estende-se esta parte maior e forra-se com ela o fundo e os lados do tabuleiro. Espalha-se por cima metade da porção das carnes e cobre-se com a segunda parte da massa, sobre a qual dispõem as restantes carnes. Finalmente, tapa-se o folar com a terceira parte da massa e unem-se os bordos a esta camada final.

Deixa-se levedar novamente o folar até aparecerem bolhas de ar na superfície. Nesta altura, pincela-se com gema de ovo e leva-se a cozer em forno bem quente durante cerca de 45 minutos.



Cordeiro com arroz de forno à Marco de Canaveses







Pão-de-ló de Viseu (Beira Alta)

A receita aqui: Pão-de-ló de Viseu





Pão de Ló de Ovar

A receita aqui: Pão de Ló de Ovar







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gosto de o/a ter por cá! Não vá embora sem deixar o seu comentário ;)