sábado, 29 de setembro de 2012

Bolo Feliz experiência



Hoje apetecia-me bolo. Só porque sim!

Fui ao armário ver o que para lá andava... Desilusão!

Açúcar? Apenas os pacotinhos individuais, que se usam para adoçar o café...

 - Vou fazer um à parte, para vos contar como chamamos em casa a esse açúcar... Pasmem-se lá: açúcar dos pobrezinhos :)

Isto porquê?

 - Porque a minha filha, quando era pequena, queria que eu fizesse bolos. Bem... eu naquela altura não tinha muito tempo, nem muita vontade de os fazer. Então, desculpava-me sempre pelo facto de não ter açúcar.
Ela indignava-se e dizia: Pois, só tens açúcar dos pobrezinhos!

Sabem que açúcar era esse? Eram os pacotinhos que vinham do café! Quando íamos tomar café fora e não usávamos o açúcar, trazíamos os pacotes para casa (ainda não perdi o hábito...).

Então ela achava que por não comprarmos açúcar e aproveitarmos aquele, ele era dos pobrezinhos :D

Retomando a viagem pelo armário...

De farinha, apenas havia uns 3 pacotes (diferentes), quase, quase no fim!

E agora?

Bem... se tenho ovos, algum açúcar e alguma farinha... algo se há-de arranjar!



Vamos lá à experiência:

Ingredientes:

  • 100g de fécula de batata
  • 100g de farinha de trigo
  • 40g de farinha maizena (amido de milho) 
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó 
  • 200g de açúcar
  • 3 ovos
  • 1/2 chávena (chá) de óleo
  • sumo de um limão + restante de leite até completar uma chávena (chá)
  • creme de pasteleiro (para barrar)
  • coco ralado (para polvilhar)
  • esferas coloridas (para decorar)

Preparação:

Espremer o limão, deitar na chávena e completar com leite. Deixar descansar enquanto prepara o restante.
Misturar as 3 farinhas e o fermento, peneirando-as.

Pré-aquecer o forno a 180ºC.

Bater as gemas com o açúcar, até que se forme um creme. Deitar aos poucos (sem parar de bater) a chávena de leite e limão. Bater bem.

Adicionar lentamente o óleo e bater, até que o açúcar se dissolva totalmente.

Retirar a bacia da batedeira e nela ir deitando devagar a mistura das farinhas peneirada. Mexer tudo, até obter um creme homogéneo.
Por fim, envolver delicadamente as claras batidas em castelo.

Levar ao forno, em forma untada, cerca de 45 minutos.

Retirar, barrar com o creme de pasteleiro e polvilhar com o coco.

Decorar com as esferas coloridas, ou a gosto.



11 comentários:

  1. Olívia, mesmo só com o "açúcar dos pobrezinhos", ficou um bolo lindo e aposto que delicioso,...
    Beijinhos
    http://strawberrycandymoreira.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Mary :D

      Beijinhos e bom fim de semana ;)

      Excluir
  2. Ola!
    O bolo apesar de ser uma experiência e feito apenas com o que havia em casa, está belíssimo.
    Eu adorei!
    um á parte: Adorei a história do açúcar dos pobrezinhos (eu tenho o mesmo hábito.
    Bom fim de semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :D
      Ainda bem que não sou a única...

      Beijinhos e bom fim de semana ;)

      Excluir
  3. E não é que ficou lindo? Ás vezes as coisas improvisadas resultam melhor ainda!!!! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade! Por vezes estamos com mil cuidados e as coisas não resultam tão bem.
      Quando misturamos tudo e não esperamos grande coisa, somos surpreendidos :D

      Beijinhos e bom fim de semana ;)

      Excluir
  4. Excelente aspecto, já comia uma fatia! ;)

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Katy!

      Beijinhos e bom fim de semana ;)

      Excluir
  5. Que história engraçada! Quantas vezes não me deparo com a mesma situação, e fico de mãos a abanar... Esta foi uma forma muito original de dar a volta e o bolo ficou muito bonito, parece apetitoso!
    Beijinhos,
    Inês

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Nizz :D

      Beijinhos e bom fim de semana ;)

      Excluir
  6. Pues al final te quedó una maravilla de bizcocho, tiene que estar más que bueno!. Besos Ana

    ResponderExcluir

Gosto de o/a ter por cá! Não vá embora sem deixar o seu comentário ;)