quarta-feira, 29 de abril de 2020

O pão nosso de cada dia




Nem tudo é farinha do mesmo saco!

 

Farinha Tipo 45 – Farinha Flor

A Farinha Flor ou Farinha de Trigo tipo 45, é a farinha mais refinada e branca de todas as farinhas disponibilizadas nas grandes superfícies. É a farinha ideal para a confeção de todo o tipo de doces e sobremesas,  a utilização desta farinha resulta em doces muito fofinhos e de excelente qualidade.

 

Farinha Tipo 55 – Farinha Super Fina

A Farinha Super Fina tipo 55, é das farinhas mais utilizadas na preparação dos cozinhados em nossas casas. É a melhor opção para a confeção de bolos, bolinhos, tartes, pastéis, massas levedadas, entre outras.

 

Farinha Tipo 65 – Farinha Fina

A Farinha tipo 65, farinha fina é a mais utilizada na panificação, quer seja caseira ou industrial. O chamado, pão branco é o pão que mais se produz e consome no mundo inteiro e é feito a partir desta farinha. Mas não é exclusivamente para o fabrico de pão que utilizamos este tipo de farinha, com ele também pode preparar  bolos, tartes ou pastéis.

 

Farinha Tipo 80 – Farinha Semi-integral

As farinhas tipo 80 e 110 e as semi-integral são utilizadas na panificação industrial e caseira. Excelentes para a confeção do pão semi-integral, muito saudável e equilibrado.

 

Farinha Tipo 150 – Farinha Integral

A Farinha de Trigo tipo 150 ou farinha integral é muito utilizada na industria da panificação. Dá origem a um pão saudável e muito rico em sementes, com uma textura compacta e mais escura do que os restantes tipos de farinha. A sua utilização é similar às restantes farinhas, sendo utilizada na confecção de bolos de fruta, bolachas, pastéis entre outros.

 

Farinha Autolevedante

As farinhas autolevedantes são aquelas às quais se adicionou previamente um fermento químico. Indicadas para um melhor resultado na confecção de bolos e massas leves.

 

informação daqui: Conheça os tipos de farinha mais comuns

 

 


Ingredientes:

 


  • 500g de farinha de trigo T80
  • 10g de fermento de padeiro fresco
  • 400 ml de água morna
  • 1 colher (chá) de açúcar
  • 10g de sal

Preparação:



Misture a água morna com o fermento e o açúcar. Mexa até diluir e deixe repousar uns minutos (10/15).

Num recipiente coloque a farinha e o sal. Abra um buraco no centro da farinha e verta lá a água fermentada. Misture até que a farinha absorva toda a água.

Cubra com um pano e deixe levedar 2 a 3h, ou até que a massa tenha duplicado de tamanho (isto é muito importante).

Numa superfície, bem enfarinhada, despeje a massa levedada. Puxe uma ponta da massa até ao centro e depois a outra. Repita esta operação duas vezes. 
Forme uma "bola" com a massa, girando-a com as mãos, empurrando ligeiramente para o centro e para baixo. Depois de ter o pão moldado, deixe a massa repousar (o tempo de o forno aquecer).

Ligue o forno a 220ºC, e meta lá dentro o tacho onde vai cozer o pão. (Pode optar por cozê-lo no tabuleiro do forno ou noutra caçarola que tenha tampa e possa ir ao forno)

Polvilhe o fundo do tacho com farinha e coloque a massa lá dentro com a dobra para baixo. Polvilhe a massa com farinha e faça um corte superficial na parte superior da massa usando uma lâmina (uso faca afiada).

Tape o tacho e leve-o ao forno durante 30 minutos. No final desse tempo, retire a tampa e deixe cozer mais 20 minutos para criar uma boa crosta.

Retire do forno, tire o pão do tacho e ponha-o a arrefecer em cima de uma rede/grade.




2 comentários:

  1. Oh que engraçado eu uso um tacho de barro, gosto de pensar que fica como o pão da minha mãe😁 em forno de lenha. Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que maravilha! Cozer pão em forno a lenha... também quero! 😉
      Bjs e boa semana

      Eliminar

Gosto de o/a ter por cá! Não vá embora sem deixar o seu comentário ;)