sábado, 19 de dezembro de 2020

Fios de ovos

 


 
 

Fios de ovos ouro


Ondados fios de ouro reluzente,
Que agora da mão bela recolhidos,
Agora sobre as rosas estendidos
Fazeis que sua graça se acrecente;

Olhos, que vos moveis tão docemente,
Em mil divinos raios encendidos,
Se de cá me levais alma e sentidos,
Que fora, se de vós não fora ausente?

Honesto riso, que entre a mor fineza
De perlas e corais nace e parece,
Se n'alma em doces ecos não o ouvisse!

Se imaginando só tanta beleza,
De si, em nova glória, a alma se esquece,
Que será quando a vir? Ah! quem a visse!
 
Luis de Camões (1524-1580) 

 

 

Fios de ovos 


Ingredientes:

 
  • 8 gemas
  • 500ml de água
  • 500g de açúcar

 

Preparação:

 
Coloque as gemas num coador e deixe-as escorrer bem para uma taça (as peles deite fora).
Ponha a água e o açúcar num recipiente largo e mexa, fora do fogão, até dissolver bem o açúcar.
Leve ao lume e deixe ferver até obter uma calda em ponto de fio fraco (103⁰).
Deite as gemas num funil de bicos (próprio para isto) e deixe-as escorrer em fio sobre a calda de açúcar (a uns 4 ou 5cm de altura), rodando sempre o funil em círculos. Deixe cozer 1 minuto na calda, retire com uma escumadeira para um coador e salpique com água fria (para ajudar os fios a separar).
Repita o processo até ter gasto todas as gemas.
 
 
NOTA: vá acrescentando um pouco de água fria na calda, para não a deixar passar do ponto.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Gosto de o/a ter por cá! Não vá embora sem deixar o seu comentário ;)